Conheça The Orville uma Star Trek satírica | Crítica S01E01

Browse By

O primeiro episódio de The Orville estreou no dia 10 de Setembro, ela é criada e estrelada por Seth MacFarlane (vocês já viram Family Guy?).

E sobre o quê fala essa série?

The Orville se passa 400 anos no futuro seguindo as aventuras da U.S.S. Orville, uma nave exploradora tripulada por humanos e aliens, que juntos enfrentarão as maravilhas e perigos do universo.

Com planos muito bonitos apresentando uma cidade futurista e o espaço, The Orville começa com praticamente todos os elementos tendo cores claras,  fazendo com que os figurinos coloridos dos personagens se destaquem.

Comecei a assistir sem saber exatamente do que se tratava, não estive por dentro das últimas notícias, e bem, a lembrança de Star Trek foi imediata. Não só pela proposta de uma nave exploratória, mas também pela organização da tripulação e pelos uniformes remeterem TOTALMENTE a Star Trek.

Mas aí logo na primeira cena nos deparamos com uma situação inusitada que mostra que a série, apesar dos não convencionais 45min, terá muita comédia com toques de constrangimentos adultos.

Cheguei a pesquisar, mas o diretor afirma que The Orville não é uma sátira a Star Trek, foi o que eu achei, pois aqui temos uma ambientação muito parecida, só que temas humorados e diálogos irônicos. Mas MacFarlane afirma que viu um espaço em aberto para produzir algo do gênero ficção científica e é isso que temos em The Orville.

Vale a pena ver o 1º episódio?

Vale. Não é surpreendente, mas é muito gostoso se você é fã de Ficção Científica e de Space Opera, você vai se sentir feliz por ter uma nova produção do gênero. Porém só se você gostar daquele humor constrangedor envolvendo dramas adultos como trabalho, frustrações, casamento, expectativas e a vida na casa dos 40, apesar de termos uma personagem bem nova para balancear as coisas.

Quero ressaltar aqui minha chateação com a maquiagem dessa personagem em específico, acredito que não ficou tão natural quanto poderia ficar e isso me incomodou bastante. Talvez eu esteja assistindo FaceOff demais, hahaha (alguém aí assiste?)

Bem, uma visão geral sobre o piloto de The Orville:

Não foi a melhor introdução de uma série que já vi, na verdade entrou no hall dos pilotos medianos. Mas o universo apresentado e as possibilidades em aberto me deixaram muito curiosa!

A decisão de 40 minutos por episódio para uma série de comédia parece muito arriscada, é o comentário mais compartilhado entre os seriadores que viram esse episódio.

Apesar de receosa, semana que vem assistirei novamente para decidir se The Orville vale a pena ou não. E vocês, gostaram?